0

Necessidades de irrigação do pimentão, tomate, berinjela e abobrinha

A partir de uma tabela com os consumos em [L/m2], assim como a superfície e quadro de plantação do cultivo, pode-se calcular e controlar a dose de rega do pimenta, tanto para irrigação manual, como por gotejamento (controlando o tempo de irrigação).

A partir das tabelas apresentadas pode-se calcular de forma técnica de irrigação do pimentão, o tomate, a berinjela e da abobrinha.
As necessidades de água variam com relação ao calendário, dependendo da data em que se está cultivando (tanto ar livre como em estufa). A partir da tabela de cada cultura seleciona o valor em [L/m2] conhecendo a data do transplante.
Eis um exemplo do método de cálculo. Dependendo do cultivo, as tabelas são as seguintes:
BERINJELA
ABOBRINHA
PIMENTA-do-reino
TOMATE
Se a data do transplante acontece na 2ª quinzena de julho (16 a 31 de julho) e deseja-se saber a dose de rega para os primeiros 15 dias de agosto, para pimenta, a tabela obtemos os valores “1,46” e “2,11”. É muito pesado corrigir a dose de rega a cada 8 dias, o que neste exemplo implica que se molha com a mesma quantidade de água para a primeira quinzena o que se obterá a média de irrigação entre 1,46 e 2,11, cujo resultado é 1,785 L/m2 por dia. Aquele que deseja estabelecer uma dose de rega igualatoria para todo o mês, simplesmente estabelece a média dos valores oferecidos para o mês de agosto. (A eficiência de irrigação será menor, mas apropriada para qualquer cultivo não-comercial).
Tomemos o exemplo que se têm 30 m2 de área de cultivo de pimentão.
Dose de rega do capsicum [L/m2]= Área (m2) · Volume de água (L)
Dose de rega [L/m2]= 30 · 1,785 = 53,55 L/dia, para os 30 m2
Ainda mais preciso, se queremos saber a dose de rega diária para cada planta (pimentão, tomate, berinjela ou abobrinha), sabendo a distribuição por m2 do número de plantas, por exemplo, 4 por m2 (têm de 120 plantas), a dose diária de rega do pimenta, para cada planta, seria de 0,44625 L/planta e dia
Primeiramente é necessário calcular a vazão [L/s] de cada conta-gotas, bem como a distribuição por m2. Saber este valor é simples e pode-se obter, colocando um balde embaixo de um emissor em funcionamento em um tempo controlado (1 min, 30 s, etc.) e, em seguida, medir o volume de água. Se, por exemplo, a vazão de irrigação fosse de 3 L/h, e tivesse 2 emissores em 1 m2, o tempo de rega diário seria:

Existem outras orientações para corrigir esse valor, como a radiação solar ou a condutividade elétrica da água (a maior concentração de sais maior quantidade de irrigação) que se vão analisar mais adiante.

Se precisar de mais informação sobre técnicas para regar, pagar e cuidar da sua horta, temos um livro que pode ajudar: o pomar em estado puro.
Dê uma olhada para ver tudo o que tem para lhe oferecer.

Elaine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *