0

Os diferentes tipos de adubos

1.- Calcário: útil para terras de pH ácido.
2.- Gesso: contém cálcio e enxofre.
3.- Dolomias: índice de 30 % de cálcio.
4.- Fosfatos: índice de 50% em cálcio.
5.- Fosfatado: teor de cálcio (50%) e uma pequena percentagem de fósforo (<10%).
6.- Margas: entre 10-30 % cálcio.
7.- Fosfatos naturais: conteúdo do 20-35 % de fósforo. Aplicação de 20-50 g/m2.
8.- Escórias básicas: cálcio 50 % e <20% de fósforo. Apicación entre 20-60 gr/m2.
9.- Fosfal: >30 % de fósforo. Aplicações de 25-50 g/m2.
10.- Sulfato de magnésio: entre 15-25 % de magnésio. Aplicações de 15-50 gr/m2.
11.- Sulfato de magnésio: entre 15-25 % de magnésio. De origem marinha ou terrestre.
12.- Cinzas de madeira: conteúdo em potássio do 5-10% de potássio. Aplicação 50-100 g/m2.
13.- Esterco de cabra: é um composto forte e boa contribuição de nutrientes. Aplicação de 0,5 a 2 kg/m2.
14.- Estrume de ovelha: compostagem equilibradado. Não se aplica em fresco. Aplicação de 0,5 a 2 kg/m2.
15.- Esterco de galinha: alto teor de nitrogênio e cálcio (não em solos alcalinos). Aplicação 0,6-1 kg/m2.
16.- Esterco de coelho: deve-se secar bem antes de ser usada. pH ácido: Aplicação 0,1-0,5 kg/m2.
17.- Esterco de cavalo: menos conteúdo em nutrientes, mas mais equilibrado: Aplicação 1-2 kg/m2.
18.- Adubos verdes: uma grande contribuição de nutrientes a partir de plantas leguminosas, brassicaceae e gramíneas.
19.- Algas: têm bom conteúdo em potássio. O principal problema é o conteúdo em sal.
20.- Cinzas vegetais: têm alto teor em potássio. Podem juntar-Se à mistura de compostagem.
E tu, qual minha técnica?

Elaine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *